Colors: Red Color

Na sexta-feira, 02 de agosto, o iguatuense e deputado estadual, Marcos Sobreira (PDT), agradeceu na tribuna da Assembleia Legislativa ao Departamento Nacional de Obras contra a Seca (Dnocs), pelo início das obras de manutenção dos Açudes Trussu (Iguatu), Thómas Osterne (Crato) e Lima Campos (Icó).

As solicitações foram protocoladas pelo deputado logo no início do seu mandato.

A preocupação de populares que chegou até o deputado era por conta de todos os açudes mostrarem rachaduras, buracos, vegetação e erosão.

Os reparos já iniciaram em Lima Campos por apresentar um desgaste maior que os outros.

Marcos disse em seu discurso que está feliz pela agilidade e atenção do DNOCS, e ressaltou que o Trussu é um dos maiores reservatórios de água na região centro-sul, que atende não só o município de Iguatu, lembrou ainda que a tragédia da barragem da Vale do Rio Doce em Brumadinho (MG), não pode se repetir aqui no Ceará por falta de manutenção dos seus reservatórios.

“Após a triste tragédia de Brumadinho (MG) não poderíamos ficar inertes e deixar que algo parecido pudesse acontecer no Ceará. Por isso, a importância de que as barragens sejam vistoriadas e de que os reparos adequados sejam realizados para que a segurança das localidades seja sempre preservada”, disse Sobreira.

Do O Invertebrado - O ex-prefeito de Iguatu e ex-secretário Executivo da secretaria de Recursos Hídricos (SRH) do Governo do Ceará, Aderilo Alcântara (sem partido), pode ser um possível vice em umas das chapas que devem animar a disputa em 2020.

Essa informação que chegou ao nosso conhecimento mostra como o cenário das eleições municipais do ano que vem já estão sendo articuladas.

O atual prefeito Ednaldo Lavor (PSD), já anunciou suas intenções de partir para sua reeleição e o grupo da ex-deputada estadual, Mirian Sobreira (PSB), não apresentou nome, pelo menos ainda, para a disputado ano que vem.

No caso do Aderilo em especial, o mesmo é até bem visto como político, isso por conta da boa pessoa que é, sua história centrada na câmara reforça essa imagem, mas o eleitorado do boca miúda fica se perguntando em que momento ele deve dar uma guinada para sua independência política, já que seu mandato como prefeito foi desconstruído pela presença do deputado Agenor Neto (MDB) que sempre deixou propositalmente a entender para a população iguatuense “quem manda aqui sou eu”. Essa ocupação de território que o deputado promoveu rachou a base da administração, levou a bancada governista que era maioria para a minoria na Câmara de Vereadores e seguiu com muito bate-boca politico desarticulado até o fim do mandato do Aderilo.

A possibilidade de independência de Aderilo do grupo do deputado vem sendo cogitada por apoiadores, amigos e formadores de opinião do Iguatu desde a metade do seu mandato como prefeito (momento que sua administração atingiu seu ponto mais crítico por conta das intervenções do deputado) e até hoje isso não aconteceu, caso isso se concretizasse Alcântara poderia atuar politicamente mais articulado, já que seria um cenário diferente e positivo a conciliações com as demais forças políticas que se afastaram dele por conta da sua permanência no grupo derrotado nas últimas eleições.

Para 2020 respirar novos desafios com doses de liberdade em um mandato de vereador, talvez fizesse mais bem para Aderilo que viver a possibilidade das amarras de ser vice numa chapa com o deputado da “Casa Grande lá do alto clero do cocobó".

Da Fórum - Vencedor de 6 prêmios Esso de Jornalismo, professor da Puc-Rio, co-autor do livro “Os Porões da Contravenção” - que mostra a ligação da ditadura militar com o jogo do bicho – e um dos repórteres investigativos mais respeitados do país, Chico Otávio é um dos responsáveis por mostrar a ligação do clã Bolsonaro com as milícias no Rio de Janeiro.

O blogueiro iguatuense, Rikáryo Mourão, disponibilizou em seu canal do Youtube uma avaliação dos 50 dias do Governo Bolsonaro. Mourão destacou os principais acontecimentos que vão desde a posse, as polêmicas e denúncias de corrupção, esquemas de laranjas envolvendo seu partido PSL e a Reforma da Previdência seletiva que atinge somente a população pobre e trabalhadora do Brasil.

Boletim Eletrônico

Receba nossas notícias em seu e-mail:


Somos FeedBurner e contra SPAM