Série investiga Operação Condor da ditadura que matou Pablo Neruda há 50 anos
Série investiga Operação Condor da ditadura que matou Pablo Neruda há 50 anos

Série investiga Operação Condor da ditadura que matou Pablo Neruda há 50 anos

No dia 23 de setembro de 2023, completam-se 50 anos do trágico assassinato do ilustre poeta chileno, Pablo Neruda. Esse evento ocorreu apenas 12 dias após o sangrento e assassino golpe militar no Chile em 11 de setembro de 1973, apoiado e financiado pelo governo dos estados Unidos, e liderado pelo General Pinochet, culminando na queda do presidente Salvador Allende.

O que até então era uma incerteza, foi finalmente esclarecido em 13 de fevereiro de 2023, durante uma conferência realizada em Santiago do Chile. Essa conferência foi conduzida por um grupo renomado de cientistas que compuseram o Terceiro Painel de Investigação, confirmando que Pablo Neruda foi vítima de envenenamento por Clostridium botulinum, a bactéria que causou sua morte em 1973.

No contexto atual, uma série de televisão intitulada "Operação Condor" está em pleno desenvolvimento, prometendo apresentar sete episódios intrigantes. Essa série é inspirada no aclamado documentário dirigido por Cleonildo Cruz, intitulado "Operação Condor, Verdade Inconclusa", que estreou em 2015. Este documentário ganhou destaque como parte do projeto #ConectadosconlaMemoria no Museu de Memória e Direitos Humanos do Chile.

A iniciativa de transformar o documentário em uma série de TV ganhou força quando Cleonildo Cruz viajou a Santiago do Chile em abril, encontrando-se com Maria Fernanda Garcia Iribarren, Diretora Executiva do Museu de Memória e Direitos Humanos, e Maria Luisa Ortiz Rojas, Chefe da Área de Coleções e Investigações. Durante essa visita, ele obteve o patrocínio necessário para a produção da série de TV "Operação Condor". Cruz expressou profunda gratidão pelo apoio institucional do maior Museu de Direitos Humanos da América Latina e anunciou que a série será lançada no próprio museu no Chile em 11 de setembro de 2024 com todos os detalhes do assassinato de Pablo Neruda.

Série investiga Operação Condor da ditadura que matou Pablo Neruda há 50 anos
As ditaduras mais letais da América Latina eram de direita e financiadas pelos EUA que resultou em numerosos assassinatos como o de Pablo neruda e torturas de inocentes [arte:Ted.com]

O financiamento do assassinato de Pablo Neruda

Um elemento crucial desta série que envolve o assassinato de pablo Neruda, será a análise econômica minuciosa realizada pelo economista Luiz Gonzaga Belluzzo. Ele revelará os detalhes do apoio financeiro fornecido pelos Estados Unidos e identificará as empresas nacionais e transnacionais que contribuíram com recursos para legitimar e apoiar as ditaduras militares na América Latina nas décadas de 1970 e 1980. Essas ações ultrapassaram as fronteiras, incluindo sequestros, prisões, torturas, assassinatos e o desaparecimento forçado de inúmeras pessoas.

Belluzzo aceitou prontamente o convite de Cleonildo Cruz para realizar uma análise econômica abrangente dos regimes militares envolvidos na Operação Condor. Cruz enfatiza a importância dessa colaboração, destacando que Belluzzo trará uma perspectiva econômica valiosa ao projeto, complementando os aspectos históricos e políticos. A série abordará detalhadamente os sete países envolvidos: Chile, Brasil, Argentina, Bolívia, Peru, Uruguai e Paraguai.

Essa série de televisão está destinada a ser pioneira na América Latina ao lançar luz sobre o assassinato de Pablo Neruda pela ditadura militar chilena. Enquanto o documentário original, intitulado "Operação Condor, Verdade Inconclusa", tem uma duração de 1 hora e 15 minutos, a série permitirá uma exploração mais minuciosa, dedicando um episódio a cada país envolvido. A Operação Condor envolveu sete das principais nações sul-americanas, e Pablo Neruda era considerado o principal opositor do regime militar no Chile.


1000 Caracteres restantes