Esporte
  • Colors: Green Color

Em uma emocionante partida na quarta-feira, 9/08, o Al Nassr, sob o comando do técnico Luís Castro, garantiu sua vaga na final da Copa dos Campeões Árabes de Clubes com uma vitória por 1 a 0 sobre o Al Shorta. O gol decisivo veio dos pés de Cristiano Ronaldo, que converteu um pênalti aos 33 minutos do segundo tempo.

Vale ressaltar que Ronaldo teve outro gol anulado pelo VAR aos 30 minutos do primeiro tempo. Após uma jogada lindamente orquestrada pelo Al Nassr, Ronaldo se encontrou atrás da linha defensiva para empurrar a bola para a rede. No entanto, o astro português foi considerado em posição de impedimento após revisão, resultando na anulação do gol.

Veja o gol do Cristiano Ronaldo para Al Nassr

Isso marca a quarta partida consecutiva em que Cristiano Ronaldo balançou as redes vestindo a camisa do Al-Nassr. Na atual temporada 2023/24, Ronaldo acumula quatro gols em cinco aparições pelo clube árabe.

Com sua vaga na final garantida, o time de Luís Castro aguarda ansiosamente o resultado do outro confronto das semifinais entre Al Hilal e Al Shabab para determinar o adversário na disputa pelo título. A expectativa aumenta à medida que o Al Nassr busca a vitória na grande final do torneio.

 

 

O cancelamento do GP de Ímola devido às fortes chuvas na região da Emilia Romagna foi anunciado na terça, 16/05. A Fórmula 1, juntamente com a FIA e os promotores, tomaram a decisão considerando a segurança de todos os envolvidos e a situação enfrentada pela região, que sofre com inundações e deslizamentos desde o início do mês. A preocupação com os serviços de emergência limitados também foi levada em consideração.

As equipes da F1 foram instruídas a deixar o circuito de Ímola urgênte devido aos riscos de inundação do rio Santerno, que fica próximo ao local. Imagens nas redes sociais mostraram a água invadindo Ímola, reforçando a impossibilidade de realizar a corrida com segurança.

A comunidade da Fórmula 1 expressou solidariedade às comunidades afetadas pela tragédia na região da Emilia Romagna de Ímola e agradeceu aos serviços de emergência por seu trabalho incansável. A decisão de cancelar o GP de Ímola foi considerada a mais adequada para garantir a segurança de todos e evitar sobrecarregar ainda mais as autoridades locais.

O presidente da FIA, Mohammed ben Sulayem, enviou condolências aos afetados e destacou a importância de priorizar a segurança e os esforços de recuperação nesse momento.

Embora o vice-primeiro-ministro italiano tenha sugerido o adiamento do GP de Ímola para permitir que o governo se concentrasse nas operações de recuperação, é improvável que o GP seja realizado em outro momento devido ao calendário lotado da temporada.

Fórmula 1: Fortes chuvas na Itália forçam cancelamento do GP de Imola
O Autódromo Enzo e Dino Ferrari ficou alagado e direção da Fórmula 1 orientou as equipes a abandonarem o local com urgência 

Com o cancelamento do GP de Ímola e a anterior exclusão do GP da China, o calendário de 2023 foi reduzido em duas etapas em relação ao planejado originalmente. O próximo evento será o GP de Mônaco, agendado para o final de semana de 26 a 28 de maio.

A Fórmula 1 continua comprometida em oferecer corridas emocionantes e seguras, mantendo-se sensível às circunstâncias excepcionais que possam afetar o calendário e os eventos esportivos.

Além do cancelamento do GP de Ímola, a temporada de 2023 da Fórmula 1 tem sido marcada por desafios e imprevistos. O impacto da pandemia de Covid-19, combinado com condições climáticas adversas, tem levado a alterações significativas no calendário e testado a capacidade das equipes e organizadores de se adaptarem e uma nova data do GP de Ímola que ainda não é certa.

Com o GP de Ímola cancelado, equipes já se preparam para o GP de Mônaco

O cancelamento do GP de Ímola já fez com que as equipes mudassem seu foco para o próximo evento em Mônaco, as equipes estão se preparando para enfrentar as características únicas dessa lendária pista de rua. A corrida em Mônaco é conhecida por suas ruas estreitas, curvas desafiadoras e falta de espaço para erros. Os pilotos precisam demonstrar habilidade excepcional e coragem para dominar o circuito e garantir um bom resultado.

Enquanto as equipes mudam as configurações dos carros de Ímola para o GP de Mônaco, há uma sensação de expectativa no ar. A batalha entre as equipes líderes, como a Mercedes e a Red Bull, continua acirrada, com ambos os lados buscando ganhar vantagem na disputa pelo campeonato. Cada ponto conquistado se torna crucial em uma temporada que tem sido marcada pela imprevisibilidade.

Além disso, outras equipes também estão ansiosas para mostrar seu desempenho aprimorado. A Ferrari, em particular, está determinada a se recuperar após um início de temporada desafiador. Com atualizações contínuas em seus carros, eles esperam se aproximar dos líderes e desafiar pela vitória nas corridas subsequentes.

No entanto, no mundo da Fórmula 1, nada pode ser previsto com certeza absoluta. A natureza imprevisível das corridas traz consigo a emoção e a adrenalina que atraem milhões de fãs em todo o mundo. Cada corrida é uma oportunidade para as equipes surpreenderem, para os pilotos mostrarem sua habilidade e para os torcedores testemunharem momentos emocionantes.

À medida que a temporada avança, o mundo da Fórmula 1 está pronto para mais desafios, reviravoltas e momentos de pura emoção. O esporte continua a evoluir e se adaptar às circunstâncias, mantendo seu status como uma das competições automobilísticas mais emocionantes e prestigiosas do mundo.

Os fãs e as equipes estão prontos para acompanhar de perto cada corrida, vibrando com as ultrapassagens, os duelos nas curvas e os momentos de tensão que definirão a trajetória dos pilotos em busca do título mundial. A Fórmula 1 é um espetáculo que cativa a imaginação e mantém o coração acelerado, e a temporada de 2023 promete continuar essa tradição.

 

A Mercedes está se preparando para estrear uma série de mudanças significativas em seu carro neste fim de semana, no Grande Prêmio de Imola. Após oito semanas desde a revelação do W14, a equipe percebeu que seu conceito anterior não seria capaz de competir com a Red Bull, que tem dominado o campeonato. Portanto, a Mercedes decidiu adotar um novo direcionamento para o desenvolvimento do carro, com a esperança de voltar a disputar vitórias.

Uma das principais mudanças será a nova carroceria, que incluirá laterais com um formato diferente. A equipe está focada em alterar a forma como o fluxo de ar é trabalhado, mas de acordo com o engenheiro Mike Elliott, não será uma simples cópia da Red Bull. Ele afirmou que as laterais da Mercedes serão únicas e diferentes das demais equipes.

Mercedes apresenta o W14 B com mudanças no conceito do carro
As mudanças do W14B foi principalmente nas laterais, suspensão e assoalho

As laterais quase inexistentes do carro da Mercedes, usadas desde a mudança de regulamento no ano passado, têm sido um ponto de destaque. No entanto, simplesmente aumentá-las sem considerar o fluxo de ar em outras áreas do carro não traria benefícios. James Allison, diretor técnico da equipe, explicou que apenas aumentar as laterais tornaria o carro mais lento.

A decisão de implementar essas mudanças levou algum tempo porque a equipe acreditava inicialmente que seu conceito poderia funcionar. No entanto, durante os testes em março, ficou claro que havia limitações no projeto. Assim, em abril, a equipe decidiu corajosamente recomeçar e desenvolver um plano B. No entanto, a produção de peças na Fórmula 1 leva semanas, o que explica o tempo necessário para que as mudanças chegassem aos carros da Mercedes.

É importante ressaltar que essas mudanças não resolverão todos os problemas da equipe. Lewis Hamilton tem se queixado da falta de confiança na traseira do carro, especialmente durante as classificações. Essa questão está relacionada à sua posição no carro, que altera o centro de gravidade. A estabilidade do carro durante freadas e curvas é um segredo da Red Bull, graças à distribuição de peso e à configuração da suspensão em relação ao centro de gravidade. No entanto, fazer alterações nesse sentido exigiria a homologação de outro chassi, o que não é fácil dentro do teto orçamentário estabelecido.

Mercedes apresenta o W14 B com mudanças no conceito do carro
James Allison voltou o de diretor técnico da Mercedes na F1 mês passado

Além disso, a Mercedes ainda não realizou mudanças na suspensão traseira, que poderiam ajudar na altura do carro e na confiança dos pilotos. Essa pode ser uma próxima etapa de desenvolvimento.

É importante ter em mente que as atualizações em um carro de Fórmula 1 nem sempre trazem resultados imediatos. Muitas vezes, a equipe precisa de algumas corridas para explorar todo o potencial das mudanças implementadas.

Por fim, vale destacar que outras equipes também estão trazendo novidades. A Ferrari apresentará a segunda parte de sua atualização, e a Aston Martin, atualmente em segundo lugar no campeonato, promete surpresas neste fim de semana, que marca o início de uma sequência de três corridas consecutivas aos domingos.

Com essas mudanças e as atualizações das equipes concorrentes, a batalha pela vitória em Imola promete ser acirrada. A Mercedes está determinada a reduzir a vantagem da Red Bull e recuperar seu lugar no topo do pódio. No entanto, a equipe é realista quanto às expectativas imediatas, sabendo que as atualizações não resolverão todos os problemas do carro de uma vez.

A Mercedes vai chegar rápida?

George Russell, piloto da Mercedes, já expressou que as mudanças em Imola não terão um impacto revolucionário na equipe. No entanto, ele e seus companheiros de equipe estão confiantes de que as alterações ajudarão a melhorar o desempenho geral do carro.

Além da Mercedes, a Ferrari também está pronta para introduzir a segunda parte de sua atualização, buscando maximizar o desempenho de seu carro. A Aston Martin, atualmente em uma posição forte no campeonato, também promete trazer novidades para a corrida em Imola, na esperança de continuar sua trajetória ascendente e desafiar as equipes líderes.

À medida que a temporada avança, as equipes de Fórmula 1 estão em constante busca por melhorias e inovações para ganhar vantagem competitiva. Embora o desenvolvimento aerodinâmico e as alterações no carro exijam tempo e recursos significativos, é essencial para as equipes permanecerem competitivas em um ambiente altamente desafiador.

A corrida em Imola será um teste crucial para a Mercedes e suas mudanças recentes. Será interessante ver como as alterações afetarão o desempenho do carro e se a equipe conseguirá reduzir a diferença em relação à Red Bull. Com o campeonato em andamento, cada ponto conquistado é vital na busca pelo título, e as equipes estão empenhadas em buscar qualquer vantagem possível para obter sucesso nas pistas.

A equipe Ferrari volta a brilhar num grande prêmio (GP) com a vitória espetacular do monegasco Charles Leclerc, que garantiu o ponto mais alto do podium no Bahrein nesse domingo, 20/03, após um jejum de 46 corridas, sendo a última vitória e dobradinha no GP de Cingapura em 2019. A equipe italiana não parou por aí, após o desastre com os dois carros da Red Bull Racing (RBR), Carlos Sainz subiu para a segunda posição e garantiu a festa para a equipe e fãs da Ferrari.

A próxima corrida será o GP da Arábia Saudita de 25 à 27/03.

A nova Fórmula 1 chegou em 2022 e quem trabalhou duro obteve bons resultados

A nova era da aerodinâmica da Fórmula 1 realmente mexeu com as equipes e os novos carros garantiram um verdadeiro espetáculo num final de semana emocionante do início ao fim.

A primeira corrida do ano no GP do Bahrein rendeu uma estratégia de três paradas, um incêndio no motor Honda da AlphaTauri do Pierre Gasly e o fracasso dos dois carros da RBR, Max Verstappen que abandonou a prova faltando 3 voltas para o final por conta de um problema hidráulico e falhas no motor Honda, problemas que também foram os do carro do Sérgio Perez, que rendeu um travamento do motor o fez com que ele rodasse na curva um durante disputa com Lewis Hamilton.

Leclerc não só dominou a corrida, mas emplacou uma vantagem de cinco segundos e meio em Verstappen e no seu companheiro de equipe Carlos Sainz.

As Mercedes de Lewis Hamilton e George Russell sofreram bastante com a evolução do carro, mas aproveitaram o máximo da corrida e com os problemas na RBR eles conquistaram o terceiro e quarto lugar.

“Confesso que esperava terminar a corrida em uma posição mais distante do podium, se quer passava pela minha cabeça, mas vamos continuar desenvolvendo nosso carro e chegar bem mais competitivos nas próximas corridas”, disse Hamilton.

Haas enfim chegou!

A equipe americana Haas equipada com motor Ferrari chegou em quinto com Kevin Magnussen, e surpreendeu todo o paddock com o seu ritmo de corrida e classificação. Valtteri Bottas com sua Alfa Romeo que se classificou muito bem, largou mal e foi conquistando ultrapassagens para chegar em sexto, e seu companheiro de equipe, o chinês, Guanyu Zhou conquistou um ponto em sua estreia com a 10º colocação.

Leclerc e Ferrari implacáveis

Leclerc usou bem a força da sua Ferrari e não deu a Verstappen nenhuma oportunidade durante toda a corrida, após a primeira curva nos primeiros momentos da largada o ferrarista já estava a frente com 3 segundo de vantagem, no primeiro pit stop Verstappen tentou três ultrapassagens, sem sucesso, levou um contra golpe do Charles que rendeu uma linda ultrapassagem por fora na curva quatro, na sua última tentativa Max fez a curva um de forma suja e fritou seus pneus e ficou ainda mais para trás, nesse momento o piloto da Ferrari previu a manobra antiesportiva e abrir para não bater.

Ferrari e Leclerc vencem no GP do Bahrein e RBR vive duplo desastre
A Ferrai no GP do Bahrein mostrou força, consistência e Charles Leclerc não aliviou em momento algum nas disputas

 

Sem o controle da corrida Max falou um palavão com o carro e disse que não pegaria leve.

“Ok, são duas paradas, peguei leve na volta e poderia facilmente estar na frente. Não vou fazer essa po##a de novo”.

Poucas voltas após esse episódio Verstappen volta a ficar irritado no rádio, reclamando da direção pesada que de início foi informado que seria um problema simples e daria para chegar até o fim da corrida, após perder a posição para o Sainz e sua Ferrari, abandonou a corrida faltando faltando 3 voltas para o final.

A dupla alpina Esteban Ocon e Alonso terminaram em sétimo e nono, ensanduichando o segundo AlphaTauri de Yuki Tsunoda.

Veja o resultado final aqui!

A equipe americana de Fórmula 1 Haas anunciou no sábado, 05/03, que rescindiu seu contrato com o piloto russo, Nikita Mazepin e sua patrocinadora a Uralkali com efeito imediato.

“A Haas F1 Team optou por encerrar, com efeito imediato, a parceria com a Uralkali e o contrato do piloto russo, Nikita Mazepin”, disse um comunicado da equipe.

“Assim como o resto da comunidade da Fórmula 1, a equipe está triste com a situação entre Rússia e Ucrânia, e deseja um fim rápido e pacífico para o conflito”.

 

 

Haas deve anunciar novo piloto em breve

Ainda não está claro quem substituirá Mazepin e correrá ao lado de Mick Schumacher nesta temporada, embora as notícias sobre o brasileiro e piloto reserva da Haas, Pietro Fittipaldi, sejam fortes, mas em meio a esse debate nos bastidores surgiu o nome do italiano e ex-piloto da Alfa Romeu, Antonio Giovinazzi, que tem um grande patrocínio o apoiando e ainda é piloto reserva da Ferrari que é fornecedora das unidades de potência da Haas.

Haas cancela contrato com russa Uralkali e piloto Nikita Mazepin
O brasileiro Pietro Fitipaldi é citado como a opção mais indicada por ter acompanhado o desenvolvimento do carro durante todo o ano de 2021, mas em meio a essa discussão surge o nome do italiano, Antonio Giovinazzi que é piloto reserva da Ferrari

 

A equipe americana deve anunciar seu novo piloto no início para chegar no teste oficial de pré-temporada que começa na quinta-feira, 10 de março, no Bahrein, com o Grande Prêmio de abertura da temporada que ocorre no mesmo local nos dias 18 e 20 de março.

Na quinta-feira, a Fórmula 1 confirmou que rescindiu seu contrato com o promotor do Grande Prêmio da Rússia. Isso significa que a Rússia não terá mais uma corrida no futuro.

 

O jovem polito da Maclaren, Lando Norris, estabeleceu o melhor tempo geral na sessão de abertura da pré-temporada em Barcelona-Espanha, superando a marca feita pela manhã estabelecida pelo Charles Leclerc, da Ferrari.

Os treinos da pré-temporada em Barcelona nessa quarta-feira, 23/02, viveu pela primeira os novos carros da temporada 2022 da Fórmula 1.

Leia também: Conheça o novo carro da temporada 2022 da Formula 1

O tempo marcado por Leclerc de 1m 20.165s o colocou no topo da tabela, mas Norris melhorou e cravou 1m 19.568s no final do primeiro dia. Isso derrubou Leclerc para a P2 e seu companheiro de equipe na Ferrari Carlos Sainz para P3.

George Russell terminou em quarto, na frente do seu companheiro de equipe da Mercedes, Hamilton que andou no W13 somente a tarde e ficou na P5.

Sebastian Vettel ficou na P6 na frente do seu companheiro de equipe da Aston Martin, Lance Stroll que só testou seu carro a tarde e conseguiu a P13. A AlphaTauri do japones Yuki Tsunoda, aproveitou o dia e fez 121 voltas e terminar na P7, à frente do piloto da Alpine Fernando Alonso, que ficou na P8.

Max Verstappen também pilotou o dia inteiro e ficou apenas na P9, mas completou a contagem mais alta, 147 voltas, além de uma saida da pista durante o treino pela manhã.

Norris com sua Maclaren lidera o 1º dia da pré-temporada na Espanha
Max ficou em P9 com direito a ser o único piloto a sair da pista no primeiro dia de treino e a Willians de Alborn em P11  

Em P10 o finlandês, Valtteri Bottas, da Alfa Romeo, completou somente 25 voltas, já que a equipe teve problemas no início dos treinos e seu piloto reserva, Robert Kubica, fez algumas voltas pela manhã e ficou na P16.

O tailandês Alex Albon, que foi o mais rápido da dupla na Williams com o P11, já seu companheiro de equipe, Nicholas Latifi na P14. Na Haas Mick Schumacher foi o mais rápido, ficando na P12 mesmo após danos no piso atrapalharem sua corrida da tarde, Nikita Mazepin terminou em P15, tendo pilotado somente pela manhã.

Veja os tempos que garantiram o primeiro lugar para a Maclaren na Espanha

Norris com sua Maclaren lidera o 1º dia da pré-temporada na Espanha
Lando Norris com sua Maclaren cravou o melhor tempo no primeiro dia da pré-temporada de testes em Barcelona na espanha

Cinco pilotos - Zhou Guanyu, Esteban Ocon, Daniel Ricciardo, Pierre Gasly e Sérgio Perez – ainda não assumiram o volante dos seus carros e devem aparece nos próximos dois dias de treino.