Fotos
  • Colors: Purple Color

Voltar no tempo é impossível porque a máquina do tempo ainda não foi inventada. Mas por enquanto a humanidade não transforma essa utopia em realidade, podemos fazer as recriações fotográficas dos nossos bons momentos felizes da infância ou até mesmo de familiares que deixaram saudades e também para ver o quanto mudamos.

Muitas pessoas têm recriado fotos de sua história e postadas nas redes sociais, as imagens fotográficas geralmente são recriadas no mesmo lugar e com roupas semelhantes ou até as mesmas da época, a mesmo pose e os resultados são de muita emoção e nostalgia.

Abaixo o portal Cabeça Livre juntou várias fotos copiadas da internet que são de encher os olhos ao ver a humanidade feliz.

E você já pensou em recriar alguma imagem que resgate as lembranças felizes de seus avós, tios, amigos, pai e mãe ou até mesmo aquele dedo no bolo do aniversário da prima de 15 anos? Se sim, manda para nós que postaremos no futuro próximo.

Felizes recriações fotográficas

01. “71 anos depois a garota estava na sua moto no mesmo lugar e com o mesmo sorriso”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

02. “16 anos e o caozinho da família se prepara para partir, só que o amor que sentem por ele garante a recriação da foto favorita antes da sua partida, felizes estavamos e sempre teremos ele em nossas lembranças”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

03. “Lembrando daquela foto especial com o papai após 21 anos”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

04. “73 anos se passaram do meu avô em Tóquio e eu estive lá para lembrar e recriei a foto”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

05. “Confesso sempre tivemos cara de travessos e felizes, visitando a nossa cidade natal 22 anos depois, nos deparamos com a mesma arvora, que cresceu bastante, o mesmo muro feito de toras na frente da nossa casa que continua igual quando vivemos a nossa infância.

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

06. “Bons tempos felizes com a minha melhor amiga em 1986, depois no seu em 2010 e enfim no meu casamento em 2014”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

07. “Vovô e eu na Grande Muralha da China com 40 anos de diferença”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

08. “Trabalho com o médico que fez o parto da minha mãe que me trouxe ao mundo há 21 anos”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

09. “Com amigos de infância que encontrei em uma festa de Ano Novo. Notamos muitas diferenças. Mas continuamos com as mesmas caras”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

10. “Papai e mamãe em 1979 e eu em 2019”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

11. “Foi meu primeiro Dia das Mães, um dos mais felizes da minha vida, hoje ela tem 15 anos”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

12. “Depois de tentar juntar todo mundo para algumas fotos, consegui fazer várias recriações da minha infância.

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

13. “Vovó e papai felizes em 1966 e 2020”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

14. “A mesma poltrona e careta com pessoas amadas e de tamanhos diferentes!”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

15. “Meu pai em 1985, e eu em 2017”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

16. “Meu marido amado nos anos 90 e agora”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

17. “O chato do meu irmão e eu em 2011 e agora em 2017”

Veja 17 recriações fotográficas de pessoas em momentos felizes

 

Sempre sorridente, Orlando Brito morreu e deixou um grande legado de saudades e muita histórias registradas do Brasil.

O jornalista Orlando Brito morreu na manhã desta sexta-feira, 11/03, em Brasília, cidade onde trabalhou no decorrer das últimas décadas. Multipremiado e reconhecido por seu trabalho no fotojornalismo, ele estava internado em um hospital do Distrito Federal desde o mês passado, quando passou por uma delicada cirurgia no aparelho digestivo. Aos 72 anos, deixa a filha Carolina e os netos Theo e Thomas.

Por meio das lentes de suas máquinas fotográficas, Orlando Brito ajudou a contar a história do Brasil e do mundo desde os anos 1960. Ele viajou a trabalho por mais de 60 países. Cobriu edições de Jogos Olímpicos e acompanhou Copas do Mundo. Em solo nacional, registrou protagonistas da política, criou acervo com imagens de indígenas e pessoas comuns e publicou seis livros de fotografia - entre as obras está Poder, Glória e Solidão e possuia a credencial de imprensa 01 do Palácio do Planalto desde a década de 1960.

Brito fez com que o Brasil passasse a ter destaque no cenário internacional de fotojornalismo. Então no jornal O Globo, tornou-se, em 1979, o primeiro profissional do país a conquistar o “World Press Photo Prize”, do Museu Van Gogh (Países Baixos). Na ocasião, venceu a categoria ‘Sequências’, apresentando uma série de imagens sobre um exercício militar. Além disso, ganhou o Prêmio Abril de Fotografia por 11 vezes e, assim, passou a ser considerado hors concours na disputa.

Orlando Brito: do interior mineiro para a Praça dos Três Poderes

Natural de Janaúba, cidade do norte de Minas Gerais, Orlando Brito começou cedo a sua relação com a imprensa. Aos 14 anos de idade, já atuava como laboratorista no jornal Última Hora. Posteriormente, seguiu carreira como fotojornalista e editor de fotografia. Entre outros títulos, passou pelos jornais O Globo e Jornal do Brasil e pelas revistas Caras e Veja. Criou a sua própria agência de imagens, a Obrito News. Nos últimos anos, dedicou-se ao projeto Os Divergentes, iniciativa digital da qual foi um dos idealizadores.

Definido pelos Os Divergentes, meios de comunicação e profissionais jornalistas e fotográfos como “referência”, “ícone do fotojornalismo” e "fotógrafos mais importantes da história do Brasil", Orlando Brito deixa saudades entre colegas e amigos que lamentaram a partida do fotojornalista que nos últimos 55 anos registrou todas as posses de presidentes da República, desde Costa e Silva, em 1967 até 2019.

Veja algumas de suas fotos históricas que tem desde os generais da direita aos militantes de esquerda que chegaram ao poder da república.

Galeria de Fotos

 

Fotos: Acervo do Orlando Brito

Texto: Anderson Scardoelli do Portal Comunique-se

 

Mortos começa a ser contabilizados, no dois primeiros dias de guerra foram 137 mortos e 316 feridos, desse total foram 02 civis mortos.

As informações foram dados pelo presidente Russo, Vladimir Putin, que declarou nesta sexta-feira, 25/02, que a operação militar especial na região de Donbass, onde ficam as repúblicas populares de Donetsk e Lugansk (RPD e RPL, respectivamente) foram realizadas com sucesso e hoje foi também foi completada a tomada de região de Chernobyl.

Chernobyl

Um dos reatores explodiu em abril de 1986. As emissões nucleares do acidente foram equivalentes às emissões de 400 bombas atômicas como a que foi lançada pelos Estados Unidos nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki que matou mais de 250 mil pessoas, no final da Segunda Guerra Mundial.

A região ao redor da antiga usina não é habitável e é conhecida como Zona de Exclusão.

Sem ataques aéreos

Putin também informou que as Forças Armadas Russa não realizam ataques aéreos, de foguetes ou de artilharia contra as cidades da Ucrânia e que soldados estão se rendendo.
As tensões entre os dois países já vinham aumentando nos últimos meses, devido a uma aproximação da Ucrânia com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e à possibilidade de instalação de poderosos armamentos ocidentais perto das fronteiras russas.

Para Moscou, a possível adesão da Ucrânia à aliança ocidental ultrapassa todos os limites aceitáveis, ameaçando gravemente a segurança russa. Apesar dos diversos apelos diplomáticos feitos pelo Kremlin na tentativa de que os Estados Unidos e seus aliados europeus entendessem, nenhuma cordo diplomático foi firmado e a guerra acabou sendo inevitável.

Leia também:

Putin anuncia operação militar especial da Rússia na Ucrânia

Primeira ação da Rússia desativou 74 instalações militares da Ucrânia

Veja fotos da guerra

 

Fotos das Agências de notícias e governos da Rússia e Ucrânia

Fascistas apoiadores dos presidente, Donald Thump (Republicanos), invadiram o Capitólio, Congresso dos Estados Unidos no dia, 06/01/2021, para evitar o primeiro ato de posso do novo presidente eleito, Joe Biden (Democratas). O momento chocou o mundo que se perguntava "essa é a democracia que devemos ter como exemplo?", presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro e da Rússia, Vladmir Putin, emitiram notas torcendo pela estabilidade democrática no EUA, o presidente do Brasil se manifestou a favor de Thump.

A noite em Washington, foi longa, manifestantes depredaram o interior do Capitólio, atearam fogo em varias partes do prédio, muita quebradeira, toque de recolher, tiros e cinco pessoas mortas.

Biden que deve ocupar o cargo dia 20 de janeiro, disse durante discurso para imprensa no mesmo momento dos ataques para o presidente Trump "se apresentar" e dar uma resposta aos protestos, mas a Guarda Nacional demorou muito a chegar, enquanto isso não acontecia, Thump foi ao Twitter incentivou ainda mais os protestos, mas pedindo para seus apoiadores respeitarem os policiais e agentes do congresso, na sequencia o Twitter e Facebook classificaram as respostas do presidente Trump aos protestos como um "risco de violência" e no dia seguinte baniu o ex-presidente das suas plataformas e bloqueou vários outros seguidores e seus conteúdos que afetam a democracia americana e mundial.

Ontem, 13/01, o 45º presidente dos EUA, Donald Thump, sofreu seu segundo impeachment no congresso americano acusado de incitamento à insurreição, aprovado na camara o senado deve votar a favor ou livrar Thump, como no seu primeiro impeachment que ocorreu em 18 de dezembro de 2019, foi aprovado dois artigos de impeachment contra ele, acusando-o de abuso de poder e obstrução do Congresso, quando mandou investigar o filho de Biden que estava se projetando para disputar as eleições presidenciais.

Todos que votaram nesta quarta-feira, contra ou a favor do impeachment do presidente, foram testemunhas da invasão ao Capitólio. Os democratas, contudo, estavam movidos por impor o impeachment como uma medida profilática: romper com um padrão considerado inaceitável para um estadista, o de insuflar partidários a resistir ao resultado eleitoral que tornou Joe Biden presidente eleitoral.

No Brasil os fascistas que apoiam presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), exibiam suas vibração com o que estava ocorrendo nos EUA e o presidente ameaçou, "no Brasil vai ser dos mesmo jeito".

Veja alguns fotos da invasão do Capitólio:

 

Fotos das agencias

Por mais de 12 anos de sua vida o fotógrafo sueco, Lennart Nilsson, utilizou técnicas especiais para fotografar fetos em desenvolvimento e o resultado das imagens são incríveis.

Com o estudo e uso de lentes especiais de um endoscópio, de um microscópio e de um scanner de elétrons, Nilsson conseguiu ampliar a visualização das fotos em mais de cem mil vezes.

Todas as fotos foram feitas direto do útero de voluntarias, o fotografo fez registros de fetos humanos em desenvolviento desde 1965.

Lennart Nilson faleceu em 28 de janeiro de 2017 e deixou um acervo fotográfico impressionante, confira visitando a página  www.lennartnilsson.com.

Veja algumas fotos: "A Vida Antes do Nascimento"