0
0
0
s2smodern
Anúncie no #CabeçaLivre - Fale Conosco

“E não podiam resistir à sabedoria e ao espirito com que falava.”  (Atos, cap. 6, vers. 10)

Terça - Feira, 03 de Fevereiro, 16.45min, o vereador Nelho Bezerra entra pela porta dos fundos da casa do povo, traz em uma das mãos o paletó, na outra, feito bandeira a tremular ao vento, a última edição da revista Veja.

Proferindo raivoso esta ameaça:

_ Agora vão tudo pra cadeia, Lula, Dilma! Os empresários já estão lá e vão delatar o restante.

Eu, o último dos “Moicanos “, estava ali sentado, com uma coluna escrita para aquela ocasião, há primeira sessão da nova mesa diretora, com o título, Ressureição. Respondi a altura:

_ Papel por papel, leia a minha coluna, traz mais verdades.

Já no Pleno, durante o pequeno expediente, quis atropelar o andamento da sessão, forçando um discurso improprio para aquele momento:

_ Parece que estamos num outro mundo! Ninguém aqui ouviu falar no rombo na PETROBRAS!?

Sendo interrompido pelo Presidente da mesa, Rubenildo Cadeira, que lhe lembrou, o inconveniente, do momento. Calou-se, não sem antes, proferir esta ameaça:

_ Você não me aguenta, me espere no grande expediente.

Na manhã de domingo, 01 de Fevereiro, durante o sermão do padre, na Catedral de São José, o tema escolhido foi justamente este, quando o senhor Jesus ordena há um espirito imundo, que se cale, quando este sai a dizer verdades:

_ Que queres de nós, Jesus Nazareno? Vieste para nos destruir? Eu sei quem tu és: Tu és o Santo de Deus.

Ora o demônio é o pai da mentira, e dizendo verdades, naquele momento, queria apenas confundir o povo, por isto, o Senhor ordenou, que cala-se.

A democracia vitoriosa na pátria brasileira, a quase quatro décadas, não poderá ir contra os princípios fundamentais de um imprensa livre. Daí, a necessidade do PT, no governo Federal a 13 anos, suportar as quimeras, criadas por esta mídia de Direita, que cortam verdades e aprumam mentiras, com o poder da “grande” imprensa, com o intuito único, de confundir o povo, numa tentativa de voltar ao poder, onde sempre aplicou a famosa política do PPP: Com Pobre, Preto e Puta, só pano, pão e peia. Nada, nem ninguém, tirará da memória do João Sem Nome, os benefícios sociais alcançados pela classe trabalhadora, nos últimos 12 anos.

Já no grande expediente, o vereador Nelho Bezerra, fez o seu velho e conhecido discurso, contrário ao governo petista. Na oportunidade, respondendo ao vereador Mario Rodrigues, que afirmou ser estranho a necessidade de tantos prédios alugados pelo Executivo Municipal, há pessoas próximas ao Dep. Estadual Agenor Neto, além, da eterna reforma da Prefeitura, insinuou:

_ O Vereador Rômulo Fernandes, também tem prédios alugados a esta administração.

Fiquei ali, a interrogar aos céus, porque também eu, como o menor dos filhos de Jessé, também não tive ainda, o meu direito, de defender os meus, naquele pleno. Lembraria um passado de lutas da jovem guerrilheira Dilma Rousseff, de armas em punho, contra a ditadura militar, o seu momento maior, quando Chefe da Casa Civil, peitou toda a direita, representada ali no Congresso, pelo Senador Agripino Maia:

_ A Senhora mentiu, quando presa!

_ Menti senhor Senador, naquele momento, para salvar vidas, de muitos companheiros de luta pela liberdade. E é bom, sempre lembrar, que também lá, estávamos em lados opostos.

Contaria então a todos, que em tempos que vão longe, logo após a conclusão do mundo, os maus espíritos, saíram atrás de armas de conquistas, que lhe permitissem, chegar primeiro, em qualquer lugar onde se fosse travar a luta do bem contra o mal. A ganancia, a traição, a mentira, a prepotência, a arrogância, muniram-se de asas velozes. A justiça, a bondade, a misericórdia, a caridade, a sabedoria, nada buscaram como armas de conquistas, pois sabiam que cedo ou tarde, triunfariam. A verdade, fiada em si mesma, contam os antigos sábios, foi morar no fundo de um poço. Daí, o que aconteceu, e acontece de comum todo o tempo, primeiro chega a mentira, com suas asas velozes, só o tempo, trará a verdade, meu Senhor.

Em meio a tanta filosofia, fui trazido ao pleno, pelas palavras de altivez, proferidas por um só, dos soldados da nossa generalíssima Dilma Rousseff. O Vereador petista, Rômulo Fernandes:

_ Nelho Bezerra, você é um mentiroso, um enxerido, um provocador. Esta casa não terá paz, enquanto você estiver aqui dentro. Você é um bandido! O roubo que você fez aqui. Quem era para estar na cadeia era você Nelho. Vem enganando a população a seis mandatos, infelizmente o povo não analisa em quem vota. Você não compra um quilo de farinha fiado, no Iguatu, por que não tem quem lhe venda.

Quando voltei os olhos, buscando a reação do vereador Nelho Bezerra, as cadeiras da bancada do prefeito, estavam todas vazias. O Nelho havia corrido, seguido de todo o exército adversário.

Lembrei o sitio feito a Leyde, pelo exército do Duque de Alba, onde este convidou Guilherme de Orange, a entregar a cidade, sobre a alegação de que a fome lavrava dentro dos seus muros:

Quando mais nada houver para nos alimentarmos _ Respondeu o Capitão indomável_ Comeremos o nosso braço direito, mas ficaremos com a esquerda, para combater até a vitória ou a morte!

É este o dever de todo filiado petista, nesta hora de assombro da Pátria. Parabéns ao Rômulo Fernandes!!!

Tenho Dito.

Cícero Correia Lima.


BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Boletim Eletrônico

Receba nossas notícias em seu e-mail:


Somos FeedBurner e contra SPAM