PT e Psol preparam aliança para garantir Lula presidente já no 1ºturno
PT e Psol preparam aliança para garantir Lula presidente já no 1ºturno

PT e Psol preparam aliança para garantir Lula presidente já no 1ºturno

Em reunião na manhã desta quarta-feira, 03/03, os coordenadores da campanha presidencial do PT, os deputados federais, José Nobre Guimarães (PT-CE), Paulo Teixeira (PT-SP) e a deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) estiveram reunidos com membros do Psol para discutiu o apoio do partido à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT-SP), que pesquisas já apontam vitória ainda no primeiro turno.

De acordo com os participantes da reunião, a série de pontos levantados pelo PSol está alinhado com as propostas do plano do novo governo Lula.

O Psol pediu que fosse incluído a revogação das reformas constitucionais aprovadas pelo governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), que assumiu o poder após apoiar um golpe que levou ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT-RS) em 2016.

O partido liderado por Guilherme Boulos (Psol-SP) priorizou como propotas reverter as reformas da previdência, trabalhista e do congelamento de gastos do governo.

Psol vê Lula eleito ainda no primeiro turno

A perspectiva de apoiar Lula no primeiro turno é uma ideia que a maioria do Psol defende. A lendária minoria ainda defendia o lançamento do deputado federal, Glauber Braga (PSOL-RJ). No entanto, essa tendência é minoritária dentro do partido e maioria vê Lula eleito no primeiro turno para fazer o Brasil a voltar a ser para todos e não para alguns.

“A Reunião produtiva com o PSOL, debatendo propostas para o programa de governo, plataforma base para apresentar uma alternativa democrática e popular para os brasileiros neste ano. O Brasil precisa avançar nas lutas contra as desigualdades sociais e em defesa dos Direitos Humanos!”, disse Guimarães em seu twitter.

Após a reunião, a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann e do presidente do Psol, Juliano Medeiros, afirmaram que os partidos estão alinhados para se apoiarem no primeiro turno das eleições de 2022.

“As perspectivas são boas”, afirmou Medeiros.