Índios queimam caixão contra medidas genocidas de Bolsonaro

Índios queimam caixão contra medidas genocidas de Bolsonaro

BlogDoRikaryo - Na manhã dessa sexta, 27/08, um caixão de dez metros, representando as mortes provocadas por Bolsonaro e seu governo, foi queimado na porta do Palácio do Planalto por indígenas que participam do acampamento Luta Pela Vida.

'Ecocídio', 'Fora Garimpo', 'Não é só um vírus', 'Condenação ao Genocida' são algumas das mensagens escritas no caixão que representa a política de morte de um governo que assassina seus povos e desrespeita suas tradições e culturas.

Os indígenas ainda estiveram na porta do Congresso Nacional protestando contra projetos de lei que afetam suas vidas e territórios e caminham agora para o Ministério da Justiça, órgão responsável pela demarcação de terras indígenas.

Os milhares de indígenas chamam a atenção do mundo para denunciar o massacre que eles estão sofrendo. Desde o dia, 22/08, eles fazem um acampamento em Brasília e seguem firmes na luta, apesar do STF ter tentado desmobilizá-los.

Os indígenas denunciam ao mundo desde o dia 22 de agosto o genocídio que sofrem pelas mãos do governo Bolsonaro para favorecer o Agro Negócio, garimpeiros, e fazendeiros grileiros de terra assassinos.

Veja mais imagens:

[Fotos: 1 a 3 Scarlett Rocha / Mídia Ninja e 4 à 6 Tuko / Esquerda Diário]


1000 Caracteres restantes