Colors: Red Color

A imprensa acaba de revelar algo que muitos já sabiam: há um abjeto submundo nas delações premiadas, uma verdadeira indústria. Não só nas delações, mas também em alguns silêncios premiados. Segundo a imprensa, o advogado Figueiredo Basto, pioneiro das delações, cobrava propina para garantir silêncio seletivo de seus clientes, manipulando depoimentos. Eu e Paulo Bernardo sempre denunciamos que somos vítimas destas manipulações. Explico em seguida.

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE) ajuizou ação civil pública com pedido de liminar para que seja determinada a imediata anulação dos atos administrativos que instituíram a disciplina “Golpe de 2016 e o futuro da democracia brasileira” na grade optativa do curso de História da Universidade Federal do Ceará (UFC), assim como a suspensão imediata das atividades da disciplina.

No entrevista realizada em Buenos Aires na manhã de 1º de maio, quando participou de todos os eventos pela liberdade de Lula organizados por Umet, Clacso, o Editorial de outubro e a Confederação Geral do Trabalho, a presidente deposta pelo golpe em 2016 chegou a contar o que aconteceu no sábado, 7 de abril, antes de Lula concordar em ir para a prisão e se despedir de todos que estavam no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

A intenção da mídia e do Judiciário era a de que Lula “sumisse” após ser preso. Porém, nunca se falou tanto dele. Foi preso no dia 7 de abril e até agora, todos os dias, o seu nome domina o cenário político. O desespero da mídia e da “justiça” é tanto que estão tentando convencer o ex-presidente a não ser candidato de dentro da cadeia. Estão perdendo tempo.

Página 1 de 4

Boletim Eletrônico

Receba nossas notícias em seu e-mail:


Somos FeedBurner e contra SPAM