Putin anuncia operação militar especial da Rússia na Ucrânia
Putin anuncia operação militar especial da Rússia na Ucrânia

Putin anuncia operação militar especial da Rússia na Ucrânia

Em comunicado nesta quinta-feira, 24/02, o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou o início de uma operação militar especial na região de Donbas, onde estão localizados Donetsk e Luhansk (RPD e RPL, respectivamente).

Assista o comunicado de Putin

O Ministério da Defesa da Rússia disse que as forças armadas do país não realizaram ataques aéreos, com mísseis ou artilharia contra cidades ucranianas. As tensões entre os dois países aumentaram nos últimos meses devido a uma aproximação entre a Ucrânia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e a possibilidade de instalar poderosas armas ocidentais perto da fronteira russa.

A diplomacia não avançou

Para Moscou, a consideração da Ucrânia de aderir à aliança ocidental vai além de todas as fronteiras aceitáveis ​​e representa uma séria ameaça à segurança da Rússia. Isso ocorre apesar dos repetidos apelos diplomáticos do Kremlin para tentar fazer com que os EUA e seus aliados europeus considerem as preocupações da Rússia sobre a organização militar liderada por Washington, articulação sem nenhum avanço.

Nos últimos dias, a situação surgiu recentemente em meio a uma série de ataques de forças ucranianas no leste do país e a polêmica declaração do governo de Vladimir Zelensky em um memorando de Budapeste em 1994 de que Kiev poderia renunciar ao seu status de livre nuclear em poucos dias.

Analistas discutiram os inúmeros obstáculos que o presidente da Ucrânia teria ao instalar armas nucleares no país. No entanto, também foi mencionado que "a Rússia não ficará em silêncio" e pela ação militar em curso que está tomando o país não ouve silêncio e sim ação.

Leia também: Putin ameaça liberar imagens de satélites russos sobre 11 de setembro e recontar a história