0
0
0
s2smodern
Anúncie no #CabeçaLivre - Fale Conosco

Oito anos após cirurgia de mudança de sexo, Diego foi impedido de frequentar a paróquia de sua cidade natal na Espanha.

Aos 40 anos, o espanhol Diego Neria Lejarraga mudou de sexo após uma cirurgia que daria novo significado à sua vida. Criado em família católica tradiconal, Diego nasceu menina e, a exemplo de outras pessoas na mesma situação, nunca se sentiu mulher.

Oito anos depois, quando contou ao líder da igreja de Estremadura, sua cidade natal, foi proibido de comungar. Também foi chamado de “filha do diabo”. O incidente levou Diego a enviar cartas ao Papa Francisco, que no último sábado, 24 de janeiro, recebeu ele e sua namorada na residência de Santa Marta no Vaticano. No encontro, o homem relatou sua situação de exclusão ao ser expulso da paróquia pelo padre e com apoio dos fiéis.

O papa da diversidade

Conhecido por sua postura mais aberta dentro da Santa Sé, o papa Francisco se torna notável pela aproximação a fiéis homossexuais e transexuais. Em 2013, o clérigo deu sinais de possíveis mudanças dentro da igreja ao afirmar “se uma pessoa é gay e busca a Deus, quem sou eu para julgá-la?”.

Apesar da resistência das alas mais conservadoras do Vaticano, há setores interessados em discutir a questão, inclusive com a criação de grupos de estudo sobre as uniões gays. O tema será uma dos assuntos discutidos no Sínodo da Família, encontro entre religiosos que acontece em outubro.


BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Boletim Eletrônico

Receba nossas notícias em seu e-mail:


Somos FeedBurner e contra SPAM