Parceira entre F1 e Youtube vai transmitir GP de Eifel e GP do Brasil corre o risco de ficar fora a partir de 2021

Parceira entre F1 e Youtube vai transmitir GP de Eifel e GP do Brasil corre o risco de ficar fora a partir de 2021

A iniciativa da Liberty Media, gestora da Formula 1, vem para popularizar ainda mais a categoria. Para a corrida em Nürburgring o sinal da plataforma será aberto para Alemanha, Suíça, Países Baixos, Bélgica, Noruega, Suécia e Dinamarca.

O anuncio feito na sexta-feira, 31/07, marca o inicio da parceria entre a Formula 1 e o Youtube da gigante da tecnologia Google garante a transmissão do Grande Prêmio de EIFEL que acontece entre os dias 09 e 11 de outubro em Nürburgring. A transmissão terá limitação de sinal somente para a europa.

Para os fãs da categoria já existia a opção de streaming via aplicativo oficial da F1 na F1TV e agora com a ampliação da transmissão pelo Youtube acaba sendo uma jogada de mestre a Liberty que amplia a popularização da F1 que hoje já possui em seu canal no Youtube mais  4 milhões de inscritos que já vem transmitindo a Formula 2, categoria de acesso para a F1.

O diretor de direitos de mídia digital da F1, Adam Crothers, comemorou a parceria e ressaltou ser muito bom para todos a parceria com a plataforma.

“É empolgante trabalhar com o Youtube Ao passo em que continuamos a diversificar nossa estratégia de distribuição de mídia e a expandir nossa oferta digital, é imperativo que envolvamos fãs que consomem mídias de maneira diferente, e o YouTube nos oferece a plataforma para conseguir isso”, disse Adam.

Para o chefe de esportes do Youtube da Europa, Tomos Grace, acredita eu a parceria é um grande salto para ambas as empresas.

“O YouTube ajuda o esporte a alcançar os fãs de amanhã. 70% do público da F1 no YouTube tem menos de 35 anos, sabemos que F1 sempre foi uma das marcas mais inovadoras do esporte, tão dinâmica na criação de vídeos quanto na pista. A decisão da F1 de transmitir ao vivo seu conteúdo mais premium no YouTube é mais uma prova do papel da plataforma como parceiro confiável”, afirmou Grace.

O Brasil fora da F1

A Liberty Media, detentora dos direitos da Formula 1, tem tentado fechar contratos para manter o GP do Brasil no autódromo Carlos Alberto Ponce em São Paulo, mas não tem conseguido. A Rede Globo de Televisão que tem contrato de transmissão até o final desse ano de 2020, sinaliza não renovar o contrato nos novos termos apresentado pela Liberty. Outros canais de TV aberta têm procurado conversar com a F1, mas sem sucesso.

Por conta da pandemia do coronavírus, o tradicional GP do Brasil que acontece sem pausas desde 1972 foi cancelado.

 


1000 Caracteres restantes


Boletim Eletrônico

Receba nossas notícias em seu e-mail:


Somos FeedBurner e contra SPAM