Financista chinês avisa, BRICS deve reduzir sua dependência do dólar
Financista chinês avisa, BRICS deve reduzir sua dependência do dólar

Financista chinês avisa, BRICS deve reduzir sua dependência do dólar

As novas condições econômicas existentes no duelo de força bélica internacional, os países integrantes do BRICS (os cinco grandes) se preparam para se tornar uma força estabilizadora global. Pensando nisso o grupo já atua para melhorar sua capacidade de lidar com riscos.

O cientista do Instituto Chongyang de Estudos Financeiros da Universidade Renmin da China, Liu Ying, acredita que é importante compreender os riscos que o mundo enfrenta. A pandemia do COVID-19 não acabou e a econômica não se recuperou ainda. Agora o conflito entre a Rússia e Ucrânia, o tsunami de sanções anti-Rússia só geram mais incertezas na política de desenvolvimento global.

Para Ying os países que integram o BRICS são fundamentais para recuperar o desempenho da econômica mundial e da governança e diplomacia entre as nações.

“Em meio à atual situação internacional instável, quando o Sistema de Reserva Federal dos EUA está elevando as taxas de juro e endurecendo a política monetária, a segurança energética global, segurança alimentar, segurança das cadeias de suprimentos e a estabilidade financeira devem estar no foco da atenção dos países do BRICS, essas são áreas onde é possível obter resultados”, ressaltou a especialista.

Liu Ying ainda destacou que “se os países do BRICS devem se tornar um forte pilar dessas questões e trazer o equilíbrio do desenvolvimento sustentável, favorecendo inclusive a criação de um novo modelo para as relações internacionais”.

“Na conjuntura atual a Rússia está sob sanções conjuntas dos EUA e Europa, os países do BRICS devem mostrar coragem e sabedoria na resposta a essas restrições. Devem tratar com bastante cuidado as sanções ocidentais e introduzir suas próprias alternativas para reduzir ao mínimo os danos e incertezas”, frisou.

O BRICS deve gerar alternativas financeiras contra o dólar

Liu lembrou que é impossível ignorar o que vem acontecendo principalmente num cenário de sanções que geram perdas desnecessárias não só para a Rússia, mas para o mundo inteiro, negar Moscou por causa das sanções vai fortalecer os laços do BRICS para se protegerem das restrições por meio de medidas alternativas.

Financista chinês avisa, BRICS deve reduzir sua dependência do dólar
A economia mundial deve mudar após esse duelo bélico entre as nações e o BRICS deve excluir o dólar dos seus países ao valorizar moeda própria

“incentivar os países do BRICS a realizar transações comerciais em suas próprias moedas, promover a regionalização e internacionalização de suas moedas, emitir títulos e reduzindo a dependência do dólar americano e seus riscos, concluiu.

 

Portal Cabeça Livre [Reprodução autorizada mediante citação do Cabeça Livre com link do site]

 

Escrito com informaçãões da Sputnik Brasil